Cachorra Pandora é encontrada e devolvida ao dono após 45 dias

Cachorra Pandora é encontrada e devolvida ao dono após 45 dias
Desaparecida, a cachorra Pandora foi encontrada no domingo, 30, na área do aeroporto internacional de Guarulhos, na grande São Paulo, por funcionários do terminal | Estadão Conteúdo
0Shares

REDAÇÃO

redacao@diarionoroeste.com.br

Depois de 45 dias desaparecida, a cachorra Pandora foi encontrada no domingo, 30, na área do aeroporto internacional de Guarulhos, na grande São Paulo, por funcionários do terminal. Ela foi devolvida ao dono, o garçom Reinaldo Junior. “Perseverança foi a força que nos moveu durante todo esse tempo, nunca perdemos a fé e a esperança de que encontraríamos a Pandora e, por isso, não desistimos”, escreveu Reinaldo Junior aos mais de 61 mil seguidores que acompanharam, pelo Instagram, a busca pela cachorrinha.

Curta o Diário Noroeste no Facebook

Segundo o garçom, ela estava magra e parecia debilitada, por isso foi levada a um hospital veterinário da região. Pandora sumiu durante uma conexão de um voo da Gol no aeroporto de Guarulhos em 15 de dezembro. Desde então, Reinaldo passou a usar as redes sociais para mobilizar apoio à procura pela cachorra e chegou a oferecer recompensas para quem encontrasse pistas do paradeiro. 

Também distribuiu panfletos e contou com a ajuda de defensores dos direitos dos animais, que organizaram um protesto no aeroporto para cobrar uma resolução da companhia aérea.

continua depois da publicidade

A cachorra, que viajava dentro de uma caixa de transporte, saiu com o dono do Recife, em Pernambuco, para Navegantes, em Santa Catarina. Imagens das câmeras do aeroporto mostram a cadela circulando pela terminal depois de escapar da caixa. 

Quando o sumiço de Pandora completou um mês, a Gol afirmou, em nota, que “entende a dor” do tutor e “lamenta profundamente o incidente ocorrido”.

Siga o Diário Noroeste no Instagram

Também se colocou à disposição para “apoiar iniciativas que efetivamente possam ajudar a encontrar a cachorra além de buscar reparar materialmente e moralmente o dano causado”.

Leia mais notícias da região em Diário Noroeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *