Crônica: O álbum de figurinhas de Auriflama

Crônica: O álbum de figurinhas de Auriflama
Texto assinado por Miguel Tadeu Guimarães de Campos
47Shares

Quem já não teve um álbum de figurinha?

Quando era época, aquilo virava uma febre na cidade. A porta da banca ficava cheia de moleque comprando e trocando figurinha. Era o point da moçada.

E depois tinha o jogo de bater com palma da mão e virar a figurinha. Na minha época a gente chamava de “baf”. Aí só dava especialista: o que molhava a mão, o que soprava, o que dobrava a ponta da figurinha. Tinha de tudo. E era na base da aposta. Um verdadeiro esporte amador. Ainda vai ter gente querendo que seja olímpico. Aguarde.

A troca de figurinha era uma atividade com cotação de valor. É que tinha a tal da figurinha carimbada, que valia muito, e a repetida, que ninguém queria.

De todos que colecionei, apenas um álbum eu consegui completar. Uma relíquia.

 Pois é, já imaginou se em Auriflama a gente formasse um álbum de figurinha com os personagens da cidade. A cidade tem cada figura. Fala sério.

Já imaginou uma figurinha do Pedro Matarezio, do dr. Fuad, do seu Alfio, do Fuza, do João de Paula, do Zé Adad, do Cusca, do Cabecinha, do seu Zé, do Geraldo Secco, do Totonho Secco, do Naldo Secco, do Dim Garfim, do Zé Jorge, do Arsufi, do Betinho, do Lebrinha, do Marquinho Daineze, do professor Miguel, do professor Quito, do tio Luiz, do Dr. Felício, do Dr. Beto Okamoto, do Prego, do Dr. Clélio, Dr. Osvaldo, do Lino, do Totô paraquedista, do Davizão, do Orlando Rocha, do Rui da loja de calçados, do Santo Sarauza, do Sivardo Fornazari, do Bilú, do Dodô, do Inglês, do Fio Oliva, do Chico Oliva, do Dominguinho da farmácia, do Botinha, do João Grandão, do Tadeu (eu também tô nesse álbum ué…), do Nivaldo Barbosa, do Deomedes (mas falamos Diomedis, né) Dainezi, do Bido, do Sideam, do Pelado, do Graia, do Tiãozinho do Bar do Tião, etc, etc, etc…

Já imaginou na hora da troca?

__eu troco o Pedro Matarezio pelo dr Fuad. Eu troco o Dim Garfim pelo Lebrinha. Eu troco o Cusca pelo Cabecinha. Eu troco o Dr Clélio pelo Dr Osvaldo. Eu troco o Zé Jorge por cinco do Marquinho Daineze. Dou cinco do Diomedis por uma do Arsufi. Eu troco o Tadeu por dez do Nivardão Barbosa. Eu tô com o Lino aqui sobrando, quem qué?, quem qué?…  E eu tô com o Davizão repetida….quem qué? quem qué?

Cada figura né… ia ser uma festa! E, esses, foram os que eu lembrei aqui, agora, mas quantos eu não esqueci…

Enfim, a lista dos ilustres da cidade é muito grande. Acho que essa ideia não ia dar certo. Esse álbum ia ficar muito caro, pois todas as figurinhas seriam carimbadas.

É claro que tô apenas brincando né pessoal.

Mas aproveito a oportunidade pra mandar um abraço a cada figurinha carimbada do álbum do meu coração e um especial pro Lino, Davizão e Nivaldo Barbosa.

Um abraço figuraça.

  • Miguel Tadeu Guimarães de Campos, 56 anos, promotor de Justiça em Campinas-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *