Escolas estaduais de SP retomam aulas presenciais a partir desta quarta-feira

Escolas estaduais de SP retomam aulas presenciais a partir desta quarta-feira
Gestão estadual autorizou retorno das atividades com 35% da capacidade, mas reabertura depende da liberação das prefeituras. Na capital paulista, ensino presencial foi retomado na rede privada e municipal na segunda (12).
0Shares

REDAÇÃO

[email protected]

As escolas da rede estadual retomam as aulas presenciais nesta quarta-feira (14). O governo de São Paulo autorizou o funcionamento com 35% da capacidade.

Curta o Diário Noroeste no Facebook

Entretanto, a decisão final é das prefeituras, que definem se as redes de ensino podem reabrir ou não em cada cidade.

Na segunda (12) e na terça (13), as escolas estaduais abriram para orientação das famílias.

Apesar da liberação para reabertura, a presença não é obrigatória, cabe aos pais decidirem se os estudantes vão voltar a frequentar as escolas ou seguirão com o ensino a distância.

Retorno gradual

Na Escola Estadual Leopoldo Santana, na Zona Sul da capital paulista, cerca de 150 dos 700 alunos devem participar das atividades presenciais.

Em visita à escola, o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, considerou ser natural que o retorno ocorra com uma adesão ainda baixa.

Segundo o secretário, a maioria dos municípios, cerca de 500, manteve a liberação para atividades presenciais.

A expectativa da Secretaria Estadual da Educação é a de que a rede receba cerca de 12 a 15% dos estudantes nas unidades de ensino, o equivalente a 500 a 700 mil alunos.

Ele disse ser seguro voltar, apesar dos altos números de mortes e casos de Covid, e defendeu a importância da reabertura das escolas em todas as cidades do estado.

“É voltar vagarosamente, com todos os cuidados, com todos os protocolos, mas é importante que voltemos”, disse.

Cidade de SP

Na capital paulista, as escolas municipal voltaram a receber estudantes presencialmente desde segunda-feira (12).

A gestão de Bruno Covas (PSDB) autorizou a reabertura das escolas da rede pública e privada após o fim da fase emergencial, encerrada no último domingo (11).

Na rede estadual, as unidades abrem nesta segunda e terça-feira (13) para orientação de pais e alunos. O ensino presencial será retomado a partir de quarta (14).

Continua depois da publicidade

Histórico

Em março, o governo estadual incluiu a educação como serviço essencial, e liberou a abertura das escolas nas fases mais restritivas do plano de flexibilização econômica.

Durante a fase emergencial, o governo antecipou os recessos de abril e outubro para o período de 15 a 28 de março.

Nas cidades que optaram pela antecipação de feriados municipais, as aulas voltaram de forma online no dia 5 de abril.

Fim da fase emergencial

O estado de São Paulo retornou à fase vermelha da quarentena nesta segunda-feira (12). A medida permanecerá em vigor até o dia 18 de abril.

Na prática, a mudança permite o retorno das atividades presenciais nas escolas das redes públicas e privadas, desde que autorizadas pelas prefeituras, além da abertura de alguns serviços essenciais que estavam vetados e de competições esportivas profissionais.

Siga o Diário Noroeste no Instagram

Apesar do elevado número de casos e mortes – nesta quinta (8), São Paulo ultrapassou a marca de 80 mil mortes e registrou na terça (6) novo recorde de óbitos em 24 horas – a gestão de João Doria (PSDB) considerou ser possível flexibilizar e permitir o funcionamento de alguns setores considerados essenciais.

Leia mais notícias da região em Diário Noroeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *