Governo vai implantar dois hospitais de campanha na região

Governo vai implantar dois hospitais de campanha na região
Unidades serão instaladas em Fernandópolis e Andradina
0Shares

REDAÇÃO

[email protected]

O Governador João Doria anunciou nesta segunda-feira (8) a implantação, entre 20 e 31 de março, de 11 hospitais de campanha em diferentes regiões do Estado. No noroeste paulista, as unidades serão instaladas em Fernandópolis e em Andradina. Com a expansão, o Estado de São Paulo passará a ter 15 hospitais de campanha.

Curta o Diário Noroeste no Facebook

No total serão abertos 140 novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 140 de enfermaria nos serviços ambulatoriais que passarão por adequações para abrigar os pacientes com quadros graves provocados pelo novo coronavírus.

“Esse conjunto de medidas vai reforçar o sistema de saúde e garantir o atendimento a todos. São medidas necessárias enquanto não temos a quantidade de vacinas necessárias para imunizar todos os brasileiros”, disse o Governador João Doria.

A medida mobiliza nove AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades), uma unidade da Rede Lucy Montoro e uma unidade hospitalar.

“Na semana passada tivemos o prazer de anunciar 500 leitos a mais no Estado de São Paulo, que serão implantados até o final de março. Estamos ampliando o número de hospitais de atendimento, frente à condição clínica grave que a pandemia se manifesta. Serão mais 280 leitos para atender essa crescente demanda”, explicou o Secretário de Saúde do Estado, Jean Gorinchteyn.

Continua depois da publicidade

O Hospital de Campanha da Zona Norte contará com prédio reservado exclusivamente para COVID-19, com a absorção dos pacientes urológicos do hospital São José pelo Hospital Geral da Vila Nova Cachoeirinha. A Grande São Paulo contará ainda com leitos de UTI e enfermaria no AME de Santo André.

No litoral, processo similar acontecerá com o AME de Santos. No interior, passarão a acolher pacientes os AMEs de Botucatu, Tupã, Ourinhos, Itapetininga, Barretos, Campinas e Andradina, além da Unidade Lucy Montoro de Fernandópolis.

Os outros quatro hospitais de campanha previamente instalados pelo Governo de São Paulo somam mais 65 leitos de enfermaria e 59 de UTI. Incluem o de Heliópolis, reativado em fevereiro no AME Barradas; o do AME de Franca; e os hospitais de campanha de Bebedouro e de Bauru, no prédio da USP.

Siga o Diário Noroeste no Instagram

O Secretário de Saúde lembrou que o Estado tem 8.427 pacientes internados em leitos de UTI. “A taxa de ocupação de leitos de UTI chega a 80%, e temos que lembrar que no dia 22 de fevereiro, o Estado de São Paulo tinha 66% de taxa de ocupação. A Grande São Paulo está com 81,2% de taxa de ocupação, quando no dia 22, há duas semanas, tínhamos 68,8%”, destacou.

Leia mais notícias da região em Diário Noroeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *