Igreja Presbiteriana e Adventista não farão cultos com a presença de fiéis

Igreja Presbiteriana e  Adventista não farão cultos com a presença de fiéis
Decisão foi tomada pelo Conselho Pastoral e será reavaliada em 10 dias
191Shares

REDAÇÃO – O Conselho Pastoral e a Junta Diaconal da IPR (Igreja Presbiteriana Renovada) de Auriflama se reuniu na noite desta sexta-feira, dia 7, e decidiu que, apesar da autorização, não irá realizar cultos com as presenças dos fiéis em razão da pandemia de coronavírus.

Curta o Diário Noroeste no Facebook

De acordo com Cláudio Lísias da Silva, co-pastor, a decisão leva em consideração o alto contágio do covid-19 e a escassez de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) ofertadas nos hospitais da região.

“Neste momento, entendemos que adiar a realização de cultos presenciais é um ato de amor aos irmãos”, explica Lísias que esta semana recebeu alta de um hospital de São José do Rio Preto após se curar do covid-19.

A medida é válida para os 1.300 membros da IPR de Auriflama e suas congregações em Santo Antônio do Aracanguá, Três Fronteiras, Santana da Ponte Pensa, Fazenda Santa Marina, São Luiz do Japiúba, e Nova Castilho.

Ainda segundo Lísias, em 10 dias haverá uma nova reunião para análise do assunto.

Continua depois da publicidade

Adventistas mantém cultos on-line

A diretoria da IASD (Igreja Adventista do Sétimo Dia) de Auriflama também se reuniu e decidiu manter a suspensão dos cultos presenciais.

Segundo Fernando Nascimento, diretor da igreja em Auriflama, os encontros permanecerão sendo realizados a distancia, por meio da internet.

Entenda

Na última terça-feira, dia 4, após receber uma série de críticas nas redes sociais, o prefeito Otávio Wedekin anunciou a edição de um decreto permitindo a abertura para o público de templos religiosos no âmbito municipal.

Segundo o dispositivo legal, para poder recepcionar os fieis, os líderes religiosos devem observar a presença simultânea de pessoas com, no máximo, 30% da capacidade.

Siga o Diário Noroeste no Instagram

Pela nova regra, os participantes dos encontros religiosos deverão utilizar máscaras de proteção facial e álcool em gel para higienizar as mãos. Além disso, as acomodações por cadeiras deverão observar espaçamento de 1,5 metros de distância.

Veja também:

Leia mais notícias da região em Diário Noroeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *