O silencioso adeus à Rodrigo Santana

O silencioso adeus à Rodrigo Santana
Político faleceu vítima de coronavírus
1.6K+Shares

REDAÇÃO – O luto tomou conta da região noroeste desde que confirmada a morte de Rodrigo Aparecido Santana Rodrigues, de 35 anos, prefeito de Santo Antônio do Aracanguá, na tarde desta sexta-feira, dia 26, vítima de coronavírus.

Curta o Diário Noroeste no Facebook

O político estava entubado na UTI do Hospital Unimed em Araçatuba, desde o dia 2 de junho, e morreu em decorrência de falência múltipla dos órgãos e uma parada cardiorrespiratória.

Na luta contra a propagação do vírus que vitimou o querido prefeito, a despedida do povo de Aracanguá ao líder político será silenciosa e sem aglomerações de pessoas, seguindo as orientações das autoridades sanitárias.

A família até cogitou realizar um rápido momento de reflexão na Câmara Municipal de Santo Antônio do Aracanguá, à partir das 13 horas, deste sábado, dia 27, mas por precaução decidiu suspender a cerimônia e o cortejo.

O corpo sairá direto do IML (Instituto Médico Legal de Araçatuba) para o Cemitério Municipal, onde será enterrado também apenas com a presença da família.

“A recomendação é para que os moradores permaneçam em casa e, por meio de suas orações, compartilhem deste momento de perda e dor que a vida nos impõe”, orienta a nota assinada pela Prefeitura Municipal e pelos familiares.

Trajetória

Filho de Orivaldo Santana Rodrigues e Valdete Aparecida Miguel, Rodrigo Aparecido Santana Rodrigues nasceu no dia 18 de abril de 1985, em Araçatuba, quando o então distrito de Aracanguá ainda pertencia ao vizinho município. Rodrigo era agropecuarista e bacharel em direito formado pela Unitoledo de Araçatuba.

Iniciou na política no ano de 2012 quando foi eleito vereador com 224 votos pelo PSD (Partido Social Democrático).

Com Roberto Doná (PSDB) como companheiro de chapa, ele foi eleito prefeito em 2016 com 2.968 votos, o equivalente a 53,05% dos votos válidos, pelo Democratas.

Finalizando o primeiro mandato como prefeito e com inúmeros projetos de desenvolvimento para o município, Santana era considerado um dos líderes da nova geração de políticos da região.

Ele ganhou destaque nacional ao reduzir o próprio salário, vender veículo oficial do gabinete para evitar gastos com viagens. Ultimamente, estava empenhado em estruturar a praia municipal – antigo sonho da comunidade – localizada no Córrego das Cruzes.

Cuidar do próximo foi uma qualidade que herdou da mãe Valdete – que preside o Fundo Social de Solidariedade -, por isso, pensando nos mais humildes, o último grande projeto de Santana antes de ser acometido pela doença foi a criação do Programa Merenda em Casa. A distribuição de alimentos à famílias prejudicadas pela crise causada pelo vírus, inclusive, teve início no dia de sua internação.

Siga o Diário Noroeste no Instagram

Rodrigo Santana deixa a esposa, a enteada, os pais, três irmãos e uma população de 8.420 habitantes lamentando sua partida.

Leia mais notícias da região em Diário Noroeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *