Pai e filho com Covid-19 morrem à espera de leito de UTI em menos de uma semana no interior de SP

Pai e filho com Covid-19 morrem à espera de leito de UTI em menos de uma semana no interior de SP
No dia 29 de março, Jair Perassa, de 69 anos, não resistiu às complicações provocadas pela doença. Em seguida, Jocimar Júnior Perassa, de 41 anos, veio a óbito no dia 3 de abril. Moradores de Urupês (SP), os dois estavam internados no Hospital São Lourenço, mas precisavam de tratamento intensivo.
65Shares

REDAÇÃO

[email protected]

Com menos de uma semana de diferença, pai e filho infectados pelo novo coronavírus morreram à espera de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em Urupês, interior de São Paulo.

Curta o Diário Noroeste no Facebook

No dia 29 de março, Jair Perassa, de 69 anos, não resistiu às complicações provocadas pela doença. Em seguida, o filho do idoso, Jocimar Júnior Perassa, de 41 anos, veio a óbito no dia 3 de abril.

De acordo com a filha de Jair e irmã de Jocimar, os dois estavam internados no Hospital São Lourenço e aguardavam uma vaga intensiva. Porém, não conseguiram.

“Infelizmente, os dois vieram a óbito. Fiquem em casa. Respeitem as normas. Não é brincadeira. A gente acha que é uma brincadeira, mas não é. Cuidem-se”, disse Joice Liziane Perassa, de 36 anos.

Continua depois da publicidade

Atualmente, Urupês possui 917 casos confirmados de coronavírus, dos quais 22 morreram e 838 estão recuperados.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde afirmou que, devido ao recrudescimento da pandemia de Covid-19 e ao aumento exponencial de internações, a sobrecarga na rede de saúde já é uma realidade em diversos locais e os serviços do Sistema de Saúde Único (SUS) esforçam-se para garantir assistência adequada e oportuna a todos.

Siga o Diário Noroeste no Instagram

“O mesmo ocorre por parte da Central de Regulação Estadual, que funciona 24 horas por dia como mediadora entre os serviços de origem e de referência. Seu papel não é criar leitos, mas auxiliar na identificação de uma vaga no hospital mais próximo e apto a cuidar do caso”, alegou a secretaria em outro trecho da nota.

Leia mais notícias da região em Diário Noroeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *