Saiba quais serviços podem reabrir na Fase Amarela do Plano SP

Saiba quais serviços podem reabrir na Fase Amarela do Plano SP
Nova atualização do plano de retomada aponta que 86% da população está na fase amarela
0Shares

REDAÇÃO – Nove regiões do estado de São Paulo evoluíram seus indicadores relacionados à pandemia do novo coronavírus e estão agora na Fase 3 – Amarela do Plano São Paulo. Com essa mudança, anunciada na sexta-feira, dia 7, o estado paulista tem agora 86,1% de seu território na Fase Amarela do Plano.

Nessa fase, as regiões podem reabrir bares, restaurantes e salões de beleza com 40% da capacidade.

Academias – Para que elas possam abrir nesta fase, necessário que a é preciso que a região não recue após quatro semanas. Porém, o funcionamento das academias será autorizado se a região avançar para a Fase Verde do Plano São Paulo ou Fase 4, em duas semanas.

Regiões e fases

Entre as regiões que passaram para a fase amarela estão Piracicaba e Ribeirão Preto, que estavam na Fase 1 – Vermelha na classificação anterior. Além delas, passaram para a Fase Amarela as regiões de Araçatuba (que é onde se enquadra a cidade de Auriflama), Bauru, Campinas, Taubaté, São João da Boa Vista, Sorocaba e Marília, que estavam na Fase 2 – Laranja. Além delas, se mantiveram na Fase Amarela as regiões da capital paulista, Baixada Santista, Araraquara e as sub-regiões leste, sudoeste e sudeste da região metropolitana.

Continua depois da publicidade

Agora, apenas duas regiões do estado permanecem na Fase 1 – Vermelha, de alerta máximo, onde terão que manter a quarentena e só poderão abrir serviços considerados essenciais como de logística, segurança, saúde e abastecimento. São elas: Franca e Registro. 

Três regiões e duas sub-regiões metropolitanas do território paulista estão na Fase 2 – Laranja, que permite o funcionamento com 20% da capacidade de público em escritórios em geral, imobiliárias, comércio de rua, shoppings e concessionárias. Essa abertura pode ser feita pelo período de quatro horas diárias, todos os dias; ou por seis horas, desde que abra apenas por quatro dias na semana.

As regiões na Fase Laranja são Barretos, Presidente Prudente e São José do Rio Preto, que já estavam nessa situação, além das sub-regiões norte e oeste. O bloco norte compreende as cidades de Caieiras, Cajamar, Francisco Morato, Franco da Rocha e Mairiporã. Já o bloco oeste compreende as cidades de Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba. A sub-região oeste foi a única que regrediu nessa nova atualização do Plano São Paulo, passando da Fase Amarela para a Laranja.

O governo paulista atualiza o Plano São Paulo a cada 15 dias (a última atualização ocorreu no dia 24 de julho), observando os dados obtidos em uma semana na comparação com a semana anterior. Caso seja registrado uma grande piora nos dados, o plano é atualizado a qualquer momento.

O Plano São Paulo é dividido em cinco fases que vão do nível máximo de restrição de atividades não essenciais (Vermelho) a etapas identificadas como controle (Laranja), flexibilização (Amarelo), abertura parcial (Verde) e normal controlado (Azul). O Plano São Paulo também é regionalizado, com o estado dividido em 17 regiões [com a região metropolitana dividida em cinco sub-regiões] e cada uma delas classificada em uma fase.

Siga o Diário Noroeste no Instagram

Apesar dessa retomada, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou a prorrogação da quarentena no estado até o dia 23 de agosto.

Veja também:

Leia mais notícias da região em Diário Noroeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *